Pit Fighter – A moda Komitê de Van Damme

Lembra quando surgia na TV Globo o comercial da Tela Quente – falando que vai passar o Grande Dragão Branco?

Eis que era o clássico filme estrelado por Van Damme e retratava as lutas do personagem de Van Damme no Kumitê! E a imortal frase de Bolo Yeoung: “Muito bom, mas tijolo não revida!”

Tempos depois do lançamento do filme, surge um dos maiores jogos de lutas já vistos até hoje, Pit Fighter!

O jogo foi destaque, principalmente por ser um precursor na digitalização de atores, o que dava um toque realista ao game.

Além disso, era possível jogar com os 3 personagens ao mesmo tempo sobrando porrada pra todo o lado!

O primeiro personagem era o Buzz: Fortão e e lerdo, com técnicas de luta digna de bar, ágil como um bêbado, mas dá pilão digno de Zangief. Kato, ágil, mas fraco freito um frango. E Ty, o único que realmente presta, o Van Damme do jogo.

Ele foi criado pela nossa querida Atari e de tanto sucesso, desfilou bastante em locadoras de jogos de video game por aí.

Existe a lenda que o Southside Jim, mais conhecido como “negão” usava as palavras “sou foda” quando ganhava, vai entender! Eu mesmo não entendo o que ele fala até hoje! Se alguém souber me diga!

 

 

“Não parece ser Tanaka”

 

Aqui a bagunça come solta!