NGCast 2 – Double Dragon!

Fala galera!!! Estamos de volta com mais um episódio do nosso Nostalgia Games Cast!ngcast02_doubledragon

E agora falando de Double Dragon!!!

Analisamos friamente o  clássico do Beat’em up, contando como Billy e Jimmy mudaram a história dos Video Games!

Confiram!

EQUIPE:

LINKS:

 Kimbo Slice

Kimbo Slice tomando de Perfect em 14 segundos!

Guerreiros! Venham aqui Brigar! 

CONTATO:

OBSERVAÇÃO:

Rogerio falou besteira. The Warriors nunca foi uma série. Ele viajou!

Ele foi sim, além de um filme, um grande jogo de Beat’em up para PS2.

 

Download do episódio 2 – Double Dragon


  • Jorge Lima

    Correção: nós tínhamos a fita do nintendinho…

  • Jorge Lima

    Vamos lá galera!
    Ficou muito bom, só queria fazer uns comentários pertinentes e observações especiais referentes ao Marçola (Rogério)
    1)Porra, chega um grupo na frente da sua garagem, chaveca tua mina, dá uma porrada nela e dois palermas só vão atrás depois? putz…
    2) O filme do Mário é muito bom gente. Claro, tá longe de ser uma obra prima, mas queriam o quê de um filme sobre um italiano gordo e seu irmão que trabalham como encanadores e lutam contra tartarugas???
    3) Que papo é esse de nós tínhamos as fitas? Alugávamos cara, éramos pobres e ainda somos. rs
    4) Battletoads e Doubledragon era ruim, apesar do sucesso, porque só aproveitou o lado do Doubledragon e deixou de lado tudo que tinha de bom do Battletoads (música, briga, gráficos, variabilidade das fases)
    5) Alguém levou realmente a sério o papo de “macho” no início? Eu não sei se rio ou se morro de vergonha.. 😛

    • Eu acho que Battletoads e Doube Dragon fizeram sucesso por causa do nome das duas franquias, mas realmente eles não souberam juntar as peças.

      Sobre o comentário 5: Nós já estamos acostumados com esse blá blá blá do Rogério. Ele tem esse péssimo hábito. =p

      • Ahauahauah!!! O Jorge deve lembrar sim que a gente teve Battletoads e D.Dragon! A gente teve o do nintendinho!
        A gente alugou a versão do SNES! euehuehe!!

  • Aslanterna Verde

    Double Dragon foi um dos achados em fita que consegui em uma dessas feiras de rua muito comuns no bairro da Glória, Rio de Janeiro, no passado, antes de surgir o “Rapa” ou “choques de ordem”… Zerei muito rápido esse, diferentemente da experiência que tive com Double Dragon III, aquele do Jimmy & Bimmy, que joguei quando peguei um nintendinho emprestado e que me deu uma bela duma dor de cabeça (Mas que vale a pena!!!).
    Não cheguei a jogar em arcades, pois minha experiência nessas maquinonas de bar foi principalmente com jogos de luta como Street Fighter, e posteriormente, The King of Fighters… Mas quando menor, esses ambientes eram mal vistos pelos meus pais, ea imagem propagada era de que os fliperamas era lugar de delinquente…

    • De fato jogar flipper naquela época era somente frequentar lugares sujos e perigosos! ahahahaha
      Não lembro de um que fosse mais “tranquilo” de se jogar dentro do eixo Rio-SP que não tivesse aqueles pivetes pra perturbar!
      Gosto de todas as versões, mas a minha preferida sempre vai ser a do arcade! Dá um gás na versão dele no MAME! É o poder reencarnado!