O jogo que praticamente foi o principal popularizador do Beat’em up medieval foi este aqui! Golden AXE!!! Sabia que apesar de ser um jogo original ele até deu uma ‘copiadinha’ de leve em alguns sons de filmes?

O jogo tem lugar na terra fictícia de Yuria, um mundo com cara de  “Conan o Bárbaro” ao maior estilo medieval. Uma força do  mal conhecida como Death Adder capturou o rei e sua filha, e os mantém em cativeiro em seu castelo.

Ele também acha o Golden Axe, o emblema mágico de Yuria, e ameaça destruir tanto o machado e a família real, a menos que o povo de Yuria aceitá-lo como seu governante. Nessa confusão toda, três guerreiros partirm em uma missão para resgatar Yuria e vingar as suas perdas nas mãos de Death Adder. O primeiro é um Anão empunhando um machado, seu nome é Gilius Thunderhead, das minas de Wolud, cujo irmão gêmeo foi morto pelos soldados do Death Adder. O outro guerreiro é , Ax Battler, armado com uma espada brutal que deve ser empunhada com as duas mãos e segue  em busca de vingança pelo assassinato de sua mãe. O último guerreiro é a amazona Flare Tyris, cujos pais foram mortos por Death Adder.

E seguem nossos guerreiros enfrentando inimigos gigantes, esqueletos com espada e escudo e presenciando atrocidades cometidas pelos vilões como torturas e afins. Será o fim de Yuria?

Claro que não! porque ao seu alcance estão uns duende carregando uns vazinhos contendo magia a ser lançada contra seus inimigos!!!

 

 

O jogo foi um dos maiores sucessos de público que já presenciei, ao menos nos fliperamas.

Onde o arcade estava, havia fila para jogar! E o único problema era que o game era fácil de se chegar ao final, o que não era muito demorado, mas levava um certo tempo até a pessoa terminar.

 

Muita gente não sabe, mas muitos sons do jogo foram tirados de alguns filmes da época.

Destaco aqui por exemplo alguns sons marcantes e que foram tirados do primeiro Rambo, que foi sucesso no Brasil.

Não só de “Rambo”, mas muitos sons também foram aproveitados de “Conan, O bárbaro” (óbvio!) , e “O lobisomem americano em Londres” entre outros que não me recordo no momento…

 

 

Prince of Persia, o clássico lançado para Apple II e PC no ano de 1989 foi um jogo revolucionário.

Ele contava a história de um principe que fugiu da masmorra para resgatar a princesa: Bem básico…

Agora, você sabia que os movimentos do principe tiveram a inspiração de usar um dublador real para os movimentos?

 

O resultado disso, só quem jogou vai saber….

 

Aqui você os movimentos copiados e o trabalho feito pelo próprio Jordan Mechner, o pai do jogo.

O jogo, para os que não conhecem, pode ser rodado em DOSBOX. Logo vou publicar aqui como se divertir com jogos antigos e usando este recurso.

 

 

Nós brasileiros, nos anos 80, fomos privados dos comerciais mais interessantes sobre jogos e  consoles que marcaram a nossa infância.

Foram poucos, mas foram marcantes.

Muitos foram direcionados para o Brasil, e outros nem mesmo pintaram por aqui.

Até existia esse aqui que era o lançamento da Polivox Atari, um marco da época.

Tosco, mas eficiente!

Agora, vamos dar uma olhada naqueles que nem ao menos passaram por aqui! Considerado extremamente trash para os dias atuais, mas ultra eficientes para a época!

Vocês conhecem Pole Position?

Era uma boa época de ir pro fliper e ouvir um “Prepare to qualify…” uhAUAhauaHauh

Por vezes é tosco de ver isso hoje em dia…mas aposto que ia achar legal ter visto isso quando era moleque….

Essa aqui já é mais criativo. Imagina você jogando com o céu todo de tela!!!hUAHaUhauah

Maior que tela de cinema com certeza!

E olha os famosos aí!!! Até o Rei Pelé deu um start e joga uma partidinha….

Atlantis!!! Clássico e um dos jogos mais difíceis para Atari….